terça-feira, 22 de julho de 2014

Prefeito Rodrigo Oliveira inaugura o empiçarramento do Bairro Residencial Primavera em Olho d'Água das Cunhãs

A população e moradores do bairro Residencial Primavera, em Olho d’Água das Cunhãs, participaram na manhã de domingo (20), da inauguração das obras de empiçarramento do bairro, que reformou todas as vias e ruas, realizou a limpeza e construção de galerias, alargamento das vias e aterramento de buracos.  A solenidade contou com a presença do prefeito Rodrigo Oliveira que anunciou o asfalto do Bairro Novo e também do Bairro Residencial Primavera.

Em seu discurso o prefeito Rodrigo fez um relato sobre o primeiro ano de governo, e os problemas que encontrou ao assumir a prefeitura. “Nós recuperamos todas as vias e ruas que anos atrás estavam em situações precárias e de difícil acesso, e o que eu prometi, antes do final do meu mandato, estará aqui o asfalto na rua”, afirmou.
A solenidade contou ainda com a presença da vice-prefeita Lúcia Lima, da primeira-dama, Luana Oliveira, do presidente da câmara, Edilson Magalhães, secretários municipais, vereadores e moradores do bairro.

Acompanhe (AQUI) toda a cobertura do evento.

ASSECOM ODC

Prefeitura de Olho d’Água das Cunhãs realiza empiçarramento em estradas vicinais do município


Uma série de ações vem sendo executadas pelo Poder Público Municipal de Olho d’Água das Cunhãs e o prefeito Rodrigo Oliveira tem se dedicado muito na sua administração, principalmente valorizando o homem do campo.

A patrulha mecanizada composta por caçamba, par carregadeira e patrol vêm trabalhando no melhoramento e recuperação de estradas para que a população possa trafegar com tranquilidade e segurança.

A contemplação do município com essas máquinas foi possível graças à preocupação da gestão municipal em solicitar os equipamentos ao governo federal. A Prefeitura Municipal recuperou quase todas as estradas vicinais da zona rural, sendo realizado em grande parte o empiçarramento, como é o caso da estrada dos povoados Francilina e Centro do Teotonho, que está sendo beneficiada com a recuperação de toda á estrada.

ASSECOM ODC

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Nota de falecimento...

Faleceu na madrugada de hoje (21), a Dona Helena, muito conhecida aqui na cidade de Olho d’Água das Cunhãs pelo seu Restaurante e Pizzaria, por ser muito popular pelos anos de restaurante e pelo seu trabalho. O seu corpo será velado em sua residência, na Rua Antonio Rodrigues, onde era seu estabelecimento. A Dona Helena sempre foi exemplo; pela sua dignidade, simplicidade, honestidade, trabalho, comunidade e família. A equipe do blog e o titular Ayrton Carvalho, entrega seu pêsames a família enlutada.
Dona Helena e sua filha Luhara.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Jovens de Vitorino Freire são presos suspeitos de roubar celulares e dinheiro em Olho d'Água das Cunhãs

Os acusados Fernando e o menor que foi apreendido.
Na manhã de terça-feira (16) Fernando, de 21 anos, foi preso e um adolescente de 14 anos apreendido suspeitos de praticarem roubos de celulares e até dinheiro na cidade de Olho d’Água das Cunhãs, os dois jovens moram da cidade de Vitorino Freire. 

A Polícia Militar no comando do Sargento Pinheiro, capturou os jovens na cidade de Vitorino Freire, nas residências dos acusados. Os dois tinham roubado de uma jovem um celular e uma quantia em dinheiro atrás do Branco do Brasil. Para assaltar suas vítimas, os dois acusados utilizavam uma motocicleta Titan preta de placa NMS - 4711 de Olho d’Água das Cunhãs.

E foram apreendidos junto com eles três aparelhos celulares, além da motocicleta, veiculo utilizado na ação dos criminosos. Ambos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil e apresentados à autoridade policial para os procedimentos cabíveis, juntamente com a motocicleta utilizada.

E após os procedimentos o menor foi liberado e entregue a sua tia, e o Fernando pagou fiança e foi também liberado.

Sampaio luta, mas perde para o Náutico na Arena Pernambuco

Tadeu marcou o gol da vitória do Náutico sobre o Sampaio Corrêa, na Arena Pernambuco. (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
SÃO LOURENÇO DA MATA – Em sua volta ao Campeonato Brasileiro Série B, após um recesso de pouco mais de um mês por causa das disputas da Copa do Mundo, o Sampaio Corrêa voltou a passar, na noite desta terça-feira (15), por uma situação muito comum nas primeiras rodadas da competição: apesar de ter uma atuação superior na Arena Pernambuco, o Tubarão não conseguiu transformar o seu domínio em gols e acabou amargando a derrota por 1 a 0, diante do Náutico, em jogo válido pela 11ª rodada.

De volta aos braços de sua torcida, o Timbu se destacou pela aplicação defensiva e não deu muitos espaços ao Sampaio Corrêa. Ainda no primeiro tempo, o centroavante Tadeu fez o único gol do jogo e deixou o Alvirrubro em situação confortável na partida. Apesar da pressão dos visitantes, o Náutico administrou o resultado e conquistou mais três pontos na tabela.

Com um jogo a menos em relação a maioria dos adversários, o Náutico chegou aos 15 pontos e ocupa, provisoriamente, a 10ª colocação do Campeonato Brasileiro Série B. Em sexto lugar antes do início da rodada, o Sampaio caiu para a oitava posição, com 16 pontos, sendo que o time maranhense ainda depende de outros resultados para não cair ainda mais na tabela.

Tanto Náutico quanto Sampaio Corrêa voltam a atuar neste sábado (19), pela 12ª rodada da Segundona às 21h. Disposto a seguir bem na tabela, o Timbu recebe o Boa Esporte na Arena Pernambuco, enquanto o Bolivão viaja até Bragança Paulista para o duelo contra o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid.

O jogo
Apesar de estar há um mês sem atuar pela Segundona, o Sampaio Corrêa mostrou, nos primeiros minutos de partida, um pouco do futebol que lhe colocou entre as melhores campanhas da competição. Com troca de passes rápidos e jogadas pelas laterais, o Bolivão começou melhor, mas não chegou a oferecer perigo ao gol de Alessandro. Tímido em campo, o Náutico mostrou seu cartão de visitas com Elicarlos, aos nove minutos, mas a finalização não foi das melhores.

Com a entrada de Raí no lugar de Roberto, que sentiu uma lesão, o Náutico melhorou ofensivamente e criou uma boa chance aos 17 minutos, mas Tadeu parou nas mãos de Luiz Muller. Pouco depois, o Sampaio Corrêa respondeu com William Paulista, que recebeu passe de Uilliam Corrêa e chutou cruzado, com a bola passando perto do gol alvirrubro. Em meio a um momento de total equilíbrio do jogo, o Timbu mostrou sua força e abriu o placar aos 30 minutos, com William Alves aproveitando o bate-rebate na área do Sampaio e desviando de cabeça para Tadeu, que se antecipou aos marcadores tricolores para fazer o primeiro gol.

O gol do Náutico voltou a alterar a situação do jogo, com o Sampaio apertando a saída de bola alvirrubra e arriscando os lances ofensivos pela direita, com Tote e Pimentinha. Apesar dos esforços, o Tricolor não assustou a defesa adversária, que soube segurar a pressão final dos visitantes e até arriscou algumas jogadas rápidas, mas o segundo gol não saiu.

Sampaio esbarra na retranca do Náutico e perde
Sem alterações no intervalo, tanto Náutico quanto Sampaio apostaram nas armas que deram certo na primeira etapa. Enquanto o Timbu investia nas jogadas de bola parada e nos contragolpes, o Sampaio intensificava os lances pelo setor direito do ataque. Com o jogo equilibrado, as chances foram surgindo: Rafael Cruz arriscou de longe aos 13 minutos e levou perigo ao gol de Luiz Muller, enquanto Eloir, logo em seguida, forçou Alessandro a fazer uma bela defesa.

Ainda apostando nas jogadas pela direita, Flávio Araújo optou pela entrada de Waldir no lugar do apagado Pimentinha e teve que improvisar Hiltinho após nova lesão de Tote. As substituições melhoraram o Sampaio, que passou a dominar o jogo, mas esbarrava na forte marcação do Náutico. Quando os zagueiros não afastavam, Alessandro brilhava: aos 28 minutos, o goleiro do Alvirrubro salvou, após chute forte de Waldir.

Na reta final de jogo, apenas uma equipe optou por atacar: o Sampaio Corrêa. Com a entrada de Edgar, o Bolivão ficou com três atacantes, enquanto Sidney Moraes optou por reforçar a marcação com a entrada de Gustavo Henrique. Insistente, o time maranhense criou nova chance aos 35 minutos, mas Márcio Diogo chutou em cima de Alessandro e não conseguiu o empate. Nos acréscimos, o último lance: após cruzamento da direita, William Paulista tentou o desvio e não alcançou a bola. No fim das contas, uma derrota amarga na conta dos tricolores.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO: Alessandro; Rafael Cruz, Flávio, William Alves e Roberto (Raí); Gilmak, Paulinho (Gustavo Henrique), Elicarlos e Vinícius; Leleu (Neílton) e Tadeu. T: Sidney Moraes
SAMPAIO CORRÊA: Luiz Muller; Tote (Hiltinho), Edimar, Paulo Sérgio e Willian Simões; Jonas, Uilliam Corrêa (Edgar), Eloir e Márcio Diogo; Pimentinha (Waldir) e William Paulista. T: Flávio Araújo

Do Imirante.com


terça-feira, 15 de julho de 2014

Homem de 78 anos tenta matar vizinho em Olho d'Água das Cunhãs

A Polícia Militar prendeu por volta das 07h00 de domingo (13) José Flora Filho, de 78 anos, por ele tentar contra a vida de Antonio Bezerra da Silva, que é seu vizinho. Com ele, os policiais apreenderam uma espingarda soca-soca. De acordo com a Polícia, José Flora tinha uma rixa com um de seus vizinhos, devido a desavenças de vizinho e segundo José Flora o Antonio Bezerra disse que ia dar um tiro na sua boca.

A vítima foi atingido do lado esquerdo e foi encaminhado para o Hospital Geral de Alto Alegre do Maranhão, até agora não se sabe como se encontra o estado de saúde do mesmo.

O idoso foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo e tentativa de homicídio e já está a disposição da justiça para ver quais as providências que vai ser com ele.
Arma usada pelo idoso.

Casal de jovens é agredido de facão próximo ao Zé Chicão em Olho d'Água das Cunhãs

Costas das vítimas lesionadas por facão.
Um casal foi agredido a golpes de facão, por dois homens na madrugada de segunda (14), próximo do Povoado Zé Chicão, na Zona Rural de Olho d’Água das Cunhãs. O jovem que não quis se identificar, relata que, foi levar para casa sua namorada no povoado Bacuri da Linha, e no caminho foram surpreendidos por dois homens não identificados que os abordaram com um facão, que no momento da abordagem, mandou  a vitima que conduzia á uma pop 100cc que os levassem os quatros na motocicleta até o local da agressão.

Segundo eles, o casal saiu de Olho d’Água das Cunhãs, por volta das 22h00, momento em que foram abordados e foram massacrados até por volta das 1h30 da madrugada, depois do massacre os jovens conseguiram fugir e pediram ajuda ao vigilante de um posto de combustível no povoado Zé Chicão.

Os agressores fugiram, deixando a motocicleta. Uma guarnição da Polícia Militar esteve no local e realizou os levantamentos preliminares, confirmando a versão de tentativa de assassinato.

Segundo a Polícia, os autores do crime vieram por encomenda, foi um crime de vingança, as investigações estão sendo feitas para chegar até o real motivo dessas agressões.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Mega operação em conjunto da Polícia Civil e Militar de Olho d’Água das Cunhãs prendem traficante em cumprimento a mandado de prisão

Uma mega operação em conjunto da Policia Civil e a Policia Militar, em cumprimento a um mandado de prisão por tráfico de drogas, foi preso, por volta de 04h50 da manhã dessa sexta-feira (11), Antonio Pereira, vulgo “Magrelo”, morador do bairro Vila Elvira. Segundo informações policiais, ele é apontado como uns dos maiores traficantes de Olho d’Água das Cunhãs.

“Magrelo” estava foragido e foi preso na zona rural de Pio XII no povoado Cordeiro do Zé Dico, aproximadamente 100 km de Olho d’Água das Cunhãs. Nenhuma droga foi encontrada na residência do mesmo.
Policiais Civis Maquel, Ester, Delegado, Alexandre Sermoud, Policial Civil Rilson, Sargento Pinheiro, Cabo Vale e Soldado Marcel.
Meses atrás a esposa de “Magrelo”, a conhecida como “Nenzinha” foi presa por tráfico de drogas, várias cabeças de crack foram encontradas com ela, e agora ela responde liberdade.

"Nenzinha" e "Magrelo".
“Magrelo” afirma ser usuário, mais nega o tráfico e encontra-se preso na Delegacia Civil de Olho d’Água das Cunhãs para prestar esclarecimentos.

Preso homem que matou outro a golpes de facão e depois queimou o corpo

Eliseu da Conceição foi preso depois de denúncias feitas via WathsApp  (Divulgação)
Eliseu da Conceição foi preso depois de denúncias feitas via WhatsApp
O desenrolar de um crime bárbaro que chocou a população do povoado São José das Lajes, município de Pindaré, aconteceu em pouco tempo graças a denúncias via WathsApp à 7º Batalhão de Polícia Militar da cidade de Pindaré-Mirim.

Eliseu da Conceição foi preso pela Força Tática da PM por volta das 6h desta quinta-feira (10), no mesmo povoado onde cometeu o crime.

De acordo com informações policiais, Eliseu é suspeito de assassinar um homem e deixar outro gravemente ferido, fato ocorrido na tarde do último domingo (6).

Casa de Raimundo Nonato do Nascimento da Silva e no detalhe o local onde o corpo da vítima foi queimado pelo assassino (Divulgação)
Casa de Raimundo Nonato do Nascimento da Silva
 e no detalhe o local onde o corpo da vítima foi queimado pelo assassino
Ainda de acordo com as informações, a vítima, Raimundo Nonato do Nascimento da Silva, 27 anos, foi morto a golpes de facão enquanto dormia. Logo depois de cometer o crime, o assassino ainda ateou fogo no colchão, carbonizando o corpo da vítima.

Depois do assassinato, segundo a polícia, o suspeito ainda tentou matar um adolescente golpeando-o com o mesmo facão que matou Raimundo Nonato. O adolescente teve o rosto e cabeça cortados e foi encaminhado ao hospital de Santa Inês, onde se recupera.

O suspeito foi entregue na Delegacia Regional e está a disposição da Justiça.
Do O Imparcial

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Prefeitura de Olho d’ Água das Cunhãs inicia trabalho de melhoria das ruas do bairro Residencial Primavera


Na tarde dessa quarta-feira (09) a equipe da Prefeitura Municipal de Olho d’ água das Cunhãs iniciou o trabalho de melhoria estrutural em ruas do bairro Residencial Primavera. Com as melhorias, a população será beneficiada com mais facilidade no acesso ao bairro, além de mais tranquilidade para os veículos que trafegam pela área. Várias ruas já estão recebendo piçarra, com equipamentos nivelando as ruas e trabalhando para a breve conclusão das obras.

Cerca de oito voos são cancelados após pane elétrica no aeroporto de São Luís

 (Fabiana Akira/Reprodução)
Uma pane em um dos terminais de fornecimento de energia elétrica deixou às escuras a pista de pouso do Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís, na noite dessa quarta-feira (9), fazendo com que, pelo menos oito voos fossem cancelados.

De acordo com informações de funcionários do aeroporto, a queda de um raio durante a chuva desta quarta-feira teria atingido a rede elétrica do terminal e provocado a interrupção no fornecimento de energia. 

Passageiros tiveram que esperar mais de quatro horas, até que a energia fosse restabelecida e as operações fossem normalizadas, o que ocorreu apenas nas primeiras horas desta quinta-feira (10).

Do O Imparcial

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Acidente grave deixa vitima fatal próximo à ponte sobre o Rio Mearim em Bacabal

Um acidente terrível ocorreu por volta das 18hs30min desta quarta-feira (9) na BR 316, em frente ao prédio onde funcionou a delegacia da Trizidela. Um caminhão atropelou uma mulher identificada como Antonia que estava na garupa de uma bicicleta e teve morte imediata. A vítima residia na Rua Nova, Bairro Alto Bandeirante na cidade de Bacabal.

A qualquer momento novas informações.



ATUALIZAÇÃO 21hs12min

Antonia Moreira da Costa Sousa, 45 anos, moradora da Rua Nova, Bairro Alto Bandeirante e seu esposo, identificado como Raimundo, que aparecem na foto acima, foram vítimas do atropelamento ocorrido no inicio da noite desta quarta-feira (9), na BR 316, em frente ao prédio onde funcionou a delegacia do 2º DP de Bacabal, no Bairro Trizidela.

Antonia que trafegava na garupa da bicicleta conduzida por seu esposo caiu embaixo das rodas de um caminhão boiadeiro marca Mercedes Bens/Atron, placas OVW 4383, cor vermelha, de Teresina-Piauí, pertencente a empresa Frigotil.

O motorista João Mendes dos Santos, que reside na capital piauiense, foi preso logo em seguida e conduzido ao 1º DP.



Raimundo, esposo de Antonio, só sofreu pequenos ferimentos. Já o corpo dela ficou dilacerado e com pedaços dos órgãos espalhados pela pista.

Ela residia na Rua Nova, Bairro Alto Bandeirante.

A polícia investiga para saber quais foram as causas e os responsáveis pela tragédia.

Informações: Blog Sergio Matias

Após derrota, mais de 20 ônibus são incendiados e loja é saqueada em SP

Cidades da Grande São Paulo e a capital paulista tiveram vários ataques a ônibus no começo da noite desta terça-feira (8), de acordo com relatos da Polícia Militar, Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros. Foram mais de 20 coletivos incendiados. Houve ainda saque a uma loja da rede Ponto Frio na Zona Leste de São Paulo.

Por conta dos ataques, algumas linhas de ônibus que atendem a Zona Sul começaram a ser recolhidas para suas garagens. O G1, porém, não conseguiu confirmar até as 22h50 quais delas foram afetadas. No horário, uma fila era formada por coletivos vazios na Estrada de Itapecerica, desde o Terminal João Dias até uma garagem, perto do Hospital Campo Limpo.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo informou ao G1, por telefone, que não pode dar detalhes dos casos registrados por se tratarem de “manifestações” e “agressões com arma branca”. Segundo a corporação, por determinação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), esses casos devem ser tratados apenas pela Polícia Militar.

A PM informou que houve registro de saque a uma loja do grupo Ponto Frio, na esquina da Avenida Mateo Bei, em São Mateus. Segundo policiais do 49° Distrito Policial, três homens foram presos e duas adolescentes, apreendidas após o crime.

Ataques contra ônibus relatados
- Relato de ataque a um ônibus na Rua Marinópolis, no Jardim Presidente Dutra, em Guarulhos. Chamado ocorreu por volta das 19h40, segundo bombeiros de Guarulhos.
- Relato de um ônibus incendiado por volta das 18h40, na Rua Primavera de Caiena, 780, em Sapopemba, na Zona Leste, segundo a PM e a SPTrans.
- Relato de incêndio em um ônibus na Avenida Yervant Kissajikian, 4.600, na Zona Sul. O chamado ocorreu por volta das 19h20, segundo a PM. A SPTrans aponta a mesma ocorrência.
- Incêndio em um ônibus na Avenida Antenor Navarro, na Vila Medeiros, segundo a SPTrans.
- Um ônibus foi incendiado na Rua Tibúrcio de Souza, no Itaim Paulista, Zona Leste. Segundo a PM, relato foi por volta das 20h.
- Incêndio em pelo menos 20 ônibus estacionados em uma garagem na Rua João de Abreu, perto da Estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul de São Paulo. O número de veículo depredados foi confirmado pelo 47º Distrito Policial do Capão Redondo.

Garagem no M’Boi Mirim
Um dos principais ataques contra ônibus já confirmado nesta noite ocorreu em garagem da empresa VIP na região do M’Boi Mirim. Pelo menos 20 coletivos foram destruídos. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os veículos queimados estavam desativados.

O fogo começou por volta das 19h20. A garagem fica na Rua João de Abreu, perto da Estrada do M’Boi Mirim e do Terminal Guarapiranga. Não há registro de feridos ou presos. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Do G1 SP

Copa da vergonha! Os 14 motivos para o fiasco da Seleção Brasileira

Belo Horizonte — Sessenta e quatro anos depois da derrota para o Uruguai na última rodada do quadrangular final da Copa de 1950, a Seleção Brasileira conseguiu fazer justiça com a geração de Barbosa. A esquadra de Flavio Costa será lembrada para sempre como o time que, ao menos, foi vice em casa. A família Scolari será, no máximo, terceira colocada. Os motivos para a maior tragédia em 100 anos vão da entrega do elenco nas mãos de um guru ao desperdício de datas e até de tempo para treinar.

Foram gritantes a displicência com o relatório da psicóloga Regina Brandão e o baile tático dado por treinadores menos experientes, mas estudiosos, como o argentino Jorge Sampaoli, do Chile, Miguel Herrera, do México, e, finalmente, Joachim Löw — responsável pelo maior vexame da Seleção na história.

A santíssima trindade formada por Luiz Felipe Scolari, Flavio Murtosa e Carlos Alberto Parreira — que chegou a dizer que o Brasil estava com a mão na taça na apresentação em Teresópolis — frustrou 200 milhões de torcedores. Cabe a Felipão cumprir o que disse um dia em uma palestra para alunos, em Brasília, na L2 Sul: “Se eu não ganhar a Copa do Mundo, vou pedir asilo aqui ao lado, na Embaixada do Kuwait”. A seguir, o Correio Braziliense aponta 14 motivos para o histórico fracasso na Copa do Mundo de 2014.

1. Desperdício de dias
Apenas um jogador convocado por Luiz Felipe Scolari participou da decisão da Liga dos Campeões da Europa:
o lateral-esquerdo Marcelo. Em vez de aproveitar e antecipar a apresentação do elenco em pelo menos uma semana, a Seleção Brasileira foi uma das últimas a dar início ao período de treinos para a Copa do Mundo.
No mínimo, seis dias jogados fora.

2. Nas mãos de um guru
Luiz Felipe Scolari chegou à Copa do Mundo de 2014 muito mais como motivador do que treinador. Na bagagem, levou para a Granja Comary o livro Como se tornar um líder servidor, com a intenção de conquistar o elenco na base da cordialidade. Foi assim na apresentação do elenco na Granja Comary, quando recebeu jogador por jogador na porta.

3. Stand up comedy
A troca de sorrisos, as piadas e até o momento talk show entre Felipão e Neymar na sala de imprensa do Itaquerão, na véspera da estreia contra a Croácia, eram apenas um disfarce da pressão que ambos tentavam evitar publicamente. No dia seguinte, apesar da vitória, parte do elenco demonstrou em campo que estava à beira de um ataque de nervos.

4. Refém de um sistema
Com a conquista da Copa das Confederações em cima da Espanha, Felipão “morreu” abraçado ao esquema 4-2-3-1 das cinco vitórias no evento teste de 2013. A maior falha é jamais ter testado o time sem Neymar. O camisa 10 começou todas as partidas da segunda era Scolari — à exceção da de ontem. Quando precisou se reinventar, Felipão entrou em pane: não tinha tempo e muito menos recursos humanos.

5. Sol tapado com peneira
A comissão técnica não teve sensibilidade para perceber e corrigir os buracos deixados pelos avanços de Daniel Alves e Marcelo ao ataque, expostos antes da Copa pelo fraco Panamá e a forte Sérvia. Os problemas se repetiram na estreia contra a Croácia, mais um alerta para o treinador, mas o problema foi empurrado para debaixo do tapete até o caos diante da Alemanha.

6. Teimosia
Felipão sabia que o volante de confiança vinha de uma péssima temporada no Tottenham, da Inglaterra. Em vez de testar opções, insistiu com Paulinho à exaustão e só jogou a toalha em Brasília, quando colocou Fernandinho em campo. O entrosamento de Luiz Gustavo com Fernandinho foi pouco ensaiado nos trabalhos na Granja Comary.

7. Novena
O treinador notou que o centroavante estava isolado no esquema tático. A bola não chegava a Fred nos coletivos, e o camisa 9 não mostrava mobilidade para recuar e buscar jogo. Na segunda parte dos treinos, saía Fred e entrava Jô, que pouco acrescentava. A ideia de Neymar como falso 9 jamais foi testada.

8. Sono ou displicência
Ou Felipão dormiu em cima do relatório entregue por Regina Brandão com o perfil dos 23 convocados, ou houve erro de avaliação da profissional de confiança dele. Ambos devem ter percebido que o capitão deveria ser outro, mas insistiram em manter a braçadeira com o zagueiro Thiago Silva. O diagnóstico foi exposto em público nos pênaltis contra o Chile.

9. Vista grossa
Foram muitas as horas vagas na concentração que poderiam ter sido usadas em treinamentos. Prova disso
foi a invenção de moda de Daniel Alves e Neymar, que aproveitaram a falta do que fazer para tingir os cabelos.
O cuidado estético representou a maior novidade “tática” da Seleção no empate por 0 x 0 com o México, no Castelão, em Fortaleza, pela segunda rodada da fase de grupos.

10. Falha recorrente
Felipão não teve a coragem de corrigir um dos problemas mais graves apresentados contra o Chile: o excesso de ligações diretas da defesa para o ataque. Um reflexo dos treinos, nos quais o treinador e os colegas Flavio Murtosa e Carlos Alberto Parreira foram incapazes de agrupar e ordenar que tocassem a bola com paciência diante de adversários retrancados.

11. Anestesia
A parceria de Felipão com Carlos Alberto Parreira teve ganhos e perdas. Calmo, sereno e tranquilo, o técnico do tetra foi, durante todo o tempo, uma espécie de calmante para Scolari. O atual treinador assumiu em algumas entrevistas que, às vezes, queria voltar a ser o Felipão de antes, dar um tratamento de choque no elenco e na imprensa, mas recuava ao ouviros conselhos do coordenador.

12. Sobrecarga
Felipão errou na convocação. Quando percebeu que deveria ter apostado em Robinho ou Kaká para diminuir a pressão sobre Neymar, era tarde demais. Olhou para o elenco, procurou um a um jogador casca grossa para desviar o foco do camisa 10 e não o encontrou. Coube ao menos uma vez ao goleiro Julio Cesar assumir o papel e falar em nome do grupo na Granja.

13. Insegurança
Pedir ao assessor de imprensa pessoal para pegar seis jornalistas pelo braço na Granja Comary e levá-los para uma conversa reservada, a fim de pedir conselhos, foi a prova final de que Felipão havia deixado o elenco escapar das suas mãos. O desembarque às pressas de Regina Brandão em Teresópolis, para recolocar o grupo no divã, constituiu outra prova de que algo estava errado.

14. Salto alto
Tanto Luiz Felipe Scolari quanto Carlos Alberto Parreira chegaram a Teresópolis cantando vitória antes da hora. O experiente Parreira chegou a dizer: “O Brasil está com a mão na taça”, antes mesmo de a bola rolar. Depois da partida contra o Chile, Felipão reviu os conceitos e afirmou que, se a Seleção fosse derrotada, não seria o fim do mundo. Está sendo.

Do Super Esportes